Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

Melodia Interrompida (1934), Boris Pasternak

Ficção - Novela

15.05.20 | L.F. Madeira

Melodia-Interrompida-de-Boris-Pasternak.jpg

Povest (título original em russo), publicado em 1934, viria depois a ser republicada em inglês em 1958 com o título Last Summer. Este pequeno livro, uma novela, conta-nos a história de Sérgio, o personagem principal que, no inverno de 1916 visita a sua irmã e, num momento de sonolência recorda o verão de 1914, altura em que era preceptor em Moscovo, o último momento de paz antes da Primeira Guerra Mundial. O enredo é uma sucessão de evocações, sonhos e memórias que vão da tristeza à melancolia sem nunca refletirem verdadeira alegria. 

Infelizmente, não posso dizer que tenha sido uma leitura enriquecedora ou interessante. Pensei que seria uma boa introdução à escrita de Pasternak, mas não foi. Inicialmente até julguei que por ser uma edição de bolso, não seria a obra completa, depois percebi que era e comecei a achar que o mal estava na tradução. Sinceramente, não sei. A verdade é que tive de pesquisar sobre o livro para o perceber, porque da leitura só encontro uma amálgama de episódios desconexos e descontextualizados. 

Foi depois de ler opiniões em inglês que comecei a entender a história que não vislumbrei no decurso da leitura. Pergunto-me se não arriscarei um dia destes regressar a esta obra, mas na sua edição em inglês (ou então tentar a tradução da Europa-América), porque todas as apreciações literárias são muito boas e não encontrei reflexo dessa beleza de escrita na minha experiência. 

Tenho imensa vontade de ler Doutor Jivago do mesmo autor e, não obstante a frustração desta leitura, assim farei brevemente, não estivéssemos nós a falar de um autor laureado com o Nobel da Literatura e cujas obras estiveram proibidas na  antiga URSS até 1987. 

***
Quero ler este livro

***