Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

Mrs. Dalloway, Virginia Woolf

03.04.10

9789727087648.png

É preciso gostar do género de escrita de Virginia Woolf para ler os livros dela, de outra forma, creio que se tornará impossível e até enfadonha a sua leitura. Eu tenho a sorte de gostar e de poder desfrutar da sua escrita quase cinematográfica, onde tudo é descrito e onde existe sempre um movimento constante entre as vidas das personagens que se cruzam no quotidiano.

Mrs. Dalloway é a grande obra de Virginia Woolf, o primeiro dos seus romances a sair do tradicional tipo de escrita britânico. Publicado em 1925, e constando da lista dos melhores livros de sempre, nesta obra acompanhamos a personagem principal durante um único dia da sua vida.

Clarissa Dalloway, uma socialite da Inglaterra pós I Guerra Mundial, é a personagem central, e a acção de todo o livro decorre num único dia, que culmina com a festa que Clarissa irá proporcionar aos seus amigos e conhecidos nessa noite.

Nesse curto espaço de tempo, apresentam-nos imensas personagens que pertenceram ao passado de Clarissa, e através delas, conhecemos a época áurea de Clarissa - a sua juventude, que em tudo contrasta com aquilo que Clarissa é hoje.

Enquanto leitores, vemos o passado, o presente e o futuro das diversas personagens a passar-nos pela frente e partilhamos com eles os seus desejos, anseios e opiniões; assistimos às suas críticas aos outros e ao seu conformismo com o presente.

A escrita de Woolf é envolvente, tão envolvente ao ponto de nos confundirmos com as personagens, ou pelo menos de as entranharmos na nossa pele. Mrs. Dalloway é um dos meus livros preferidos e que releio em tempos de maior ansiedade. 

bertrand.jpg