Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

O Coração das Trevas, Joseph Conrad (1902)

Ficção - Clássicos

03.02.20 | L.F. Madeira

11160799O-Coração-das-Trevas-Joseph-Conrad.jpg

Não sei como me justificar, mas não consegui digerir este clássico dos inícios do século XX. Efetivamente a leitura foi intragável, passava as páginas e não conseguia nunca envolver-me. Sob pena de soar misândrica, a verdade é que senti estar a ler um livro escrito por um homem para homens. Talvez não tenha sido boa ideia tomar esta obra nas mãos depois de ler Um Teto Só Seu de Woolf, posso ter sido desencaminhada. No entanto, todo o enredo surgiu aos meus olhos como uma exaltação viril, imperialista e supremacista.

O Coração das Trevas é um importante livro da literatura anglófona e da literatura mundial. Resumidamente, a obra é um relato da história de vida de um marinheiro inglês, Marlow, que nos conta a sua experiência quando navegou o rio Congo nessa colónia inglesa. Descobri mais tarde que o próprio autor, Conrad, vivenciou semelhante história na vida real. 

Marlow vai à procura de Kurtz, um comerciante de marfim (enlouquecido) e é o relato dessa viagem que é o cerne da história. Aqui é-nos apresentado o profundo continente africano pelos olhos do colono europeu. São constantes os paralelismos entre o civilizado e o primitivo, o negro e o branco. O enrendo adensa e torna-se muito desumano e brutal. A exploração do homem pelo homem, o paradoxo da humanidade. 

Não, não gostei. Mas o defeito é meu. Farei nova tentativa, um dia destes. 

***

Quero ler este livro

***