Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

Os Maias, Eça de Queiroz

30.07.07

Leitura obrigatória do 11º ano mas que no entanto já tinha lido dois anos antes. Foi o segundo livro de Eça de Queirós que li, e fiquei totalmente apaixonada.

É o livro mais conhecido do autor. Publicado em 1888. É um romance realista com uns "cheirinhos" a Romantismo, presentes no fatalismo das personagens.

A obra conta-nos a história da família Maia ao longo de três gerações, dando maior relevo à última, cuja personagem principal é Carlos da Maia.

A acção principal baseia-se no romance de Carlos da Maia e Maria Eduarda, relação que no fim se descobre ser incestuosa - o grande Drama de "Os Maias".
O livro passa-se, maioritariamente numa Lisboa decadente e que se revela inalterada ao longo dos anos.

O Ramalhete é a casa pela qual nos apaixonamos e a mesma casa onde ocorrem as maiores desgraças... representando também o auge e a decadência.

Em paralelo à acção principal, existe também uma feroz crítica à sociedade da época, ao estado do país, aos costumes, à tentativa de imitar tudo o que é estrangeiro caindo no ridículo. Devo confessar que são momentos hilariantes!

A minha parte preferida do livro é o último capítulo que finaliza com Ega (a minha personagem preferida... cujas semelhanças com Eça de Queirós são muitas) e Carlos da Maia a correr atrás do "americano".

bertrand.jpg