Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

Quatorze Fantásticas - a minha lista de livros das mulheres laureadas com o Prémio Nobel da Literatura

16.08.19

nobel.jpg

Até 2017, num total de 114 laureados com o Nobel de Literatura, apenas 14 são mulheres. Se é certo que, em paralelo com o Nobel da Paz, esta é a categoria com maior representatividade feminina, ainda assim, sobressai a desproporção.

O primeiro Nobel de Literatura foi concedido no ano de 1901 e em 1909, estreava-se a primeira mulher, escritora, a receber o prémio. A distinção a mulheres escritoras foi sendo parca, mas destaca-se o período entre 1991 e 1966, basicamente, um quarto de século, sem que nenhuma escritora tenha sido laureada. Recentemente, sobretudo desde 2004, o Nobel de Literatura tem vindo a ser atribuído a mulheres escritoras com mais frequência.

Na minha opinião, não se trata de uma questão de falta de qualidade das obras produzidas por mulheres, mas antes de um histórico de invisibilidade e ausência do feminino nos espaços físicos, institucionais e escritos da arte (a este propósito, recordo aqui um magistral artigo de Filipa Lowndes Vicente, intitulado “Artes, a ilusão da vanguarda”, in XXI, Ter Opinião, n.º 8, 2017).

Ora, para celebrar as 14 mulheres laureadas com o Nobel de Literatura e com o intento de ampliar o meu horizonte literário, resolvi criar esta lista das Quatorze Fantásticas. O compromisso é o de ler, pelo menos, duas obras por ano. 

Lamento, não obstante, o facto de muitas destas autoras não estarem traduzidas para português. 

 

  1. Selma Lagerlöf (Suécia), vencedora do Nobel de Literatura de 1909. O Imperador de Portugal  (1914), edição em português Ulisseia.*
  2. Grazia Cosima Deledda (Itália), vencedora do Nobel de Literatura de 1926. Marianna Sirca (1916), edição em português Sibila Publicações.
  3. Sigrid Undset (Noruega), vencedora do Nobel de Literatura de 1928. Kristin Lavransdatter: The Wreath, Wife, the Cross (1920), edição em inglês Penguin Classics.
  4. Pearl Sydenstricker Buck (EUA), vencedora do Nobel de Literatura de 1938. A Flor Oculta (1952), edição em português Livros do Brasil.
  5. Gabriela Mistral (Chile), vencedora do Nobel de Literatura de 1945. Poesias Escolhidas (1969), edição brasileira Delta.
  6. Nelly Sachs  (Alemanha), vencedora do Nobel de Literatura de 1966. Glowing Enigmas (1966), edição em inglês Tavern Books.
  7. Nadine Gordimer  (África do Sul), vencedora do Nobel de Literatura de 1991. Um Mundo de Estranhos (1958), edição em português Difel.
  8. Toni Morrison (EUA), vencedora do Nobel de Literatura de 1993. Deus Ajude a Criança (2015), edição em português Editorial Presença.
  9. Wisława Szymborska (Polónia), vencedora do Nobel de Literatura de 1996. Map (2016), edição em inglês Houghton Mifflin.
  10. Elfriede Jelinek  (Áustria), vencedora do Nobel de Literatura de 2004. A Pianista (1983), edição em português Edições Asa.
  11. Doris Lessing (Reino Unido), vencedora do Nobel de Literatura de 2007. The Golden Notebook (1962), edição em inglês Fourth Estate.
  12. Herta Müller (Alemanha), vencedora do Nobel de Literatura de 2009. Hoje Preferia Não Me Ter Encontrado (1997), edição em português Dom Quixote.
  13. Alice Ann Munro (Canadá), vencedora do Nobel de Literatura de 2013. Amada Vida (2012), edição em português Relógio D’Água.
  14. Svetlana Aleksandrovna Aleksiévitch (Bielorrússia),  vencedora do Nobel de Literatura de 2015. O Fim do Homem Soviético (2013), edição em Português Porto Editora.

* Já lidos