Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Queirosiana

Blogue sobre livros, leituras, escritores e opiniões

As Mulherzinhas (1868), Louisa May Alcott

Ficção - Clássicos

11.10.20 | Margarida M. | ver comentários (1)
Hoje escrevo sobre mais um clássico que não pode faltar nas listas de leitura. “As Mulherzinhas”. Um conto que, retratando a vida da família “March”durante o período de guerra civil americana (1861-5), toma o seu foco em algo mais, algo que, no contexto temporal (...)

As Horas (1998), Michael Cunningham

Ficção - Clássicos

18.05.20 | L.F. Madeira | ver comentários (2)
Tenho tido sorte com grande parte das minhas escolhas de leitura para 2020. Adiei por muito tempo a leitura deste livro, mas creio que o fiz no momento certo, como uma circunferência que se completa. As Horas, romance premiado do escritor Michael Cunningham, publicado (...)

Deus Ajude a Criança (2015), Toni Morrison

Ficção - Romance

13.05.20 | L.F. Madeira | comentar
Dizem que Toni Morrison se deve ler na edição original em inglês, na medida em que o seu estilo de narrativa poética e a riqueza da sua escrita é dificilmente alcançável por intermédio de uma tradução. Talvez. Publicado originalmente em 2015, Deus Ajude a Criança (...)

Em Parte Incerta, Gillian Flynn (2012)

Ficção - Mistério/Thriller

15.02.20 | L.F. Madeira | comentar
Perverso. Doentio. Gillian Flynn sabe como viciar o leitor e a leitora. Este é um livro sobre um casal, sobre o desaparecimento de Amy e sobre o seu reaparecimento. Mas talvez seja mais do que isso, um jogo psicológico, um teste aos limites da mente humana. Embora o (...)

Mulherzinhas, Louisa May Alcott (1868)

Ficção - Clássicos

09.02.20 | L.F. Madeira | comentar
Por influência do desafio de uma amiga para ir ao cinema assistir ao - esplêndido - filme Mulherzinhas, resolvi reler a obra de Louisa Alcott que me acompanhou desde cedo na infância e à qual regressei poucas vezes. Que feliz resolução! Reler Mulherzinhas trouxe-me (...)

The Yellow Wallpaper, Charlotte Perkins Gilman (1892)

Contos - Horror/Gótico - Feminismo - Clássicos

24.09.19 | L.F. Madeira | comentar
Trata-se apenas de uma shortstory publicada em 1892, mas dada a sua relevância nos estudos feministas, considerei importante fazer esta resenha, na medida em que, efetivamente, nas suas curtas páginas, esta história encerra em si profundas interpretações sobre a (...)